7 dicas para preservar a saúde dos ossos

0
104

Fique de olho na sua dieta

Procure ingerir alimentos fontes de cálcio. Embora os laticínios sejam as principais fontes desse mineral, há outros alimentos, como o suco de laranja, que também contém altos níveis de cálcio.

Frutas, vegetais e grãos fornecem outros minerais cruciais para a saúde óssea, como é caso do magnésio e o fósforo.

Garanta a absorção de vitamina D

A vitamina D desempenha um papel importante na absorção de cálcio pelo organismo e na saúde dos ossos.

Embora possa ser obtida por meio de alguns alimentos como gema de ovo, peixe de água salgada e fígado, a principal fonte de produção dessa vitamina é a exposição solar.

Por isso, procure manter exposições regulares ao sol sem protetor solar antes das 10h e depois das 16h.

Mantenha seu peso adequado

Essa dica é particularmente importante para as mulheres. Os períodos menstruais geralmente cessam em mulheres que estão abaixo do peso (seja em razão de uma dieta pobre ou exercício excessivo) e isso pode significar que os níveis de estrogênio estão muito baixos para suportar o crescimento ósseo.

Não fume

Mulheres que fumam têm níveis mais baixos de estrogênio em comparação aos não fumantes e, por isso, muitas vezes entram mais cedo na menopausa. Além disso, quem é fumante pode absorver menos cálcio do que não fumantes.

Modere o consumo de bebidas alcoólicas

O consumo regular de álcool pode ser prejudicial ao esqueleto, mesmo em mulheres jovens e homens. Aqueles que bebem muito são mais propensos à perda óssea e fratura por causa da má nutrição e aumento do risco de queda.

Pratique exercícios físicos regulares

Assim como o músculo, o osso é um tecido vivo que responde ao exercício se tornando mais forte.

Exercícios de sustentação de peso são os melhores para os ossos porque o forçam a trabalhar contra a gravidade. Exemplos: musculação, caminhada, corrida, tênis e dança.

Converse com seu médico sobre seus fatores de risco

Certas condições médicas (como a doença celíaca) e alguns medicamentos (esteroides, entre outros) podem aumentar as chances de desenvolvimento de osteoporose. É importante conversar com seu médico para desenvolver uma estratégia de prevenção da doença.